Seleção Brasileira Paralímpica de Bocha

Seleção Brasileira de Handebol Masculino – Jogos Olímpicos 2016

A prática de Mindfulness para atletas de alto rendimento já foi (e ainda é) utilizada em diversas modalidades e em inúmeros países. Alguns exemplos são seleção Alemã de Futebol, time de basquete Chicago Bulls e atletas como LeBron James, Ricky Williams, Rafael Nadal, Novak Djokovic e Lyoto Machida.

No Brasil, a Seleção Brasileira Paralímpica de Bocha iniciou, junto ao Centro Mente Aberta (UNIFESP), um treinamento de Mindfulness. O projeto também fará parte de uma pesquisa e extensão do curso de Mindfulness Based in Health Promotion do Mente Aberta. O principal objetivo é a melhora da performance durante os jogos Olímpicos de Tóquio, em especial melhorado a resiliência mental.

O mesmo conceito já havia sido aplicado pelo Dr. Marcelo Demarzo, coordenador do Centro Mente Aberta, na Seleção Brasileira de Handebol. Demarzo também está à frente do treinamento da seleção de bocha e explica que, no esporte, o Mindfulness visa a melhora da atenção, foco e desempenho no geral, mediado pela melhora da ansiedade, do sono, dos sintomas de depressão, da diminuição do medo de falhar e recuperação física mais rápida.

As técnicas da atenção plena ajudam os atletas na administração da pressão, que vem sempre acompanhada do medo de falhar. “É natural do esporte. Então trabalhamos isso e o chamado ‘selftalk’ negativo, que é aquela vozinha interna que diz que estamos muito cansados para continuar”, explica Demarzo.

Para mais informações e orçamentos entre em contato com contato@drmarcelodemarzo.com

ou envie uma mensagem pelo formulário abaixo